Devaneios · Textos

Memórias de Um Amor Morto

large

Estive aqui todos esses dias fingindo não sentir a agonia e as pontadas na barriga a cada momento em que procuro seu nome. O seu nome é tão meu, e só me faz perceber o quão distantes estamos de ser verdade. A verdade me parece atrativa agora, por muito foi apenas sonho, acabo sempre pensando demais…

Quanto mais eu quero, mas eu penso que posso ter. A única forma de descobrir é viver. Viver você, viver a gente. Viver. Mas não posso sozinha, acredito que nem devo.

Será que não sente o mesmo? Em algum momento ao menos teve dúvida? Tenho essa sensação de que nunca vou ser completa se não te encontrar pelo menos uma vez.

3 comentários em “Memórias de Um Amor Morto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s